TecSUS, uma startup brasileira, recebe investimento do fundo Primatec

investimento

Na semana passada, a startup TecSUS ( Tecnologias para a Sustentabilidade) recebeu aporte, sem valor divulgado, do Fundo de Investimento em Participações (Primatec). Essa, que agora tem participação societária na empresa de base tecnológica, tem como propósito tornar o portfólio da TecSUS mais amplo.0000

De acordo com o CEO da startup, Diogo Branquinho, os aspectos que tiveram destaque e fizeram com que o seu negócio fosse escolhido dentre vários outros, foram “a capacidade de inovação e criação de valor, além da ética e consciência socioambiental demonstradas nos produtos e na forma de atuação da empresa”.

Com o objetivo de aperfeiçoar o modo de utilização dos recursos naturais disponíveis no planeta, a TecSUS trabalha desenvolvendo aplicativos, dispositivos e sistemas voltados para as áreas de abastecimento de água, saneamento, geração e distribuição de eletricidade, distribuição de gás natural etc.

A startup que tem sede em São José dos Campos (SP), teve sua ideia de desenvolvimento iniciada quando Diogo Branquinho fazia mestrado de Engenharia de Computação no ITA (Instituto Tecnológico de Aeronáutica). Ele, junto a um professor e dois sócios, trabalhava inicialmente no projeto com o objetivo de encontrar meios mais eficientes para monitorar os recursos hídricos da Agência Nacional de Água e da Infraero.

O negócio surgiu com base na percepção de uma demanda que teve seu ponto crítico em 2014 e 2015, em São Paulo, envolvendo a gestão de recursos naturais. No período mencionado, o Estado sofreu com uma crise hídrica. Esse é apenas um exemplo que demonstra a carência da implantação de meios inteligentes para resolver a questão desses recursos.

A startup que já tem parceiros e clientes espalhados pelo país, agora pretende utilizar os recursos para organizar uma estrutura que tenha capacidade de atingir o Brasil inteiro por meio de suas tecnologias. A ideia é enfatizar as estratégias comerciais e conquistar parceiros nas cidades que possuem maior destaque dentro do país, assim formando uma rede. Além disso, há também planos de desenvolvimento e consolidação de novas tecnologias.

Podemos concluir que a TecSUS é uma startup com visão de futuro, com seu surgimento baseado em um problema percebido. Algo que, claramente, era uma dor que precisava ser curada. Ao longo de sua existência chamou a atenção e, com isso, tem a possibilidade de utilizar os recursos que conseguiu para expandir a sua atuação.

E você? Está atento às necessidades que existem por aí e estão aguardando que alguém com iniciativa e persistência desenvolva boas soluções para elas?

Inspire-se nesta história e dê um passo à frente!

Equipe EV