Posts

Startup Beep Saúde recebe aporte no valor de R$ 5 milhões

Responsável pelo aplicativo que permite o atendimento médico a domicílio, a Beep Saúde recebeu R$ 5 milhões em um investimento realizado pela DNA Capital. Leia mais

Startup Vindi recebe aporte de R$ 5,8 milhões

Em rodada de investimentos comandada pelo fundo Criatec 2, a Vindi, plataforma da área de pagamento online, captou um aporte no valor de R$ 5,8 milhões. Leia mais

Empresa mineira, SVA Tech, recebe aporte de R$ 4,5 milhões

Na última terça-feira (12 de setembro), o fundo de investimento criado pelo BNDES, Criatec 3, anunciou a realização de um aporte no valor de R$ 4,5 milhões. Dessa vez, a empresa a receber um auxílio financeiro foi a SVA Tech.

A empresa, em funcionamento desde o ano de 2015, trabalha para desenvolver soluções inovadoras envolvendo câmeras de segurança. Para isso, utilizam tecnologia de visão computacional e vídeo analítico.

“Os produtos existentes no mercado demandam servidores robustos com ambiente de instalação controlado, o que onera os projetos. No caso da SVA Tech, o sistema de visão computacional está integrado ao equipamento de tamanho reduzido e pode ser instalado de forma simples até em ambientes abertos, como caixas externas e postes. Além disso, os algoritmos utilizados garantem melhor eficiência e assertividade das detecções.”

É nessa afirmação de Roberto Márcio Arruda Fernandinho, CEO da SVA Tech, que está presente o foco da inovação trabalhada pela empresa. Algo que, com certeza, contribuiu para a decisão dos investidores.

Segundo Pedro Drummond, o Head de investimentos da INSEED (responsável pela gestão do Criatec 3), dentre os motivos pelos quais a SVA Tech foi escolhida para receber o aporte, estão o crescimento significativo que o setor apresenta e os grandes diferenciais que existem nas soluções propostas pela empresa.Um desses diferenciais é a diminuição de custos, já que, também de acordo com ele, a empresa “tem uma capacidade preventiva que permite antecipação a eventos de risco e consequente redução de perdas e danos”.

Pensando no futuro

Com o valor recebido, alguns dos planos para o futuro envolvem uma expansão comercial, investimento em marketing e aumento da infraestrutura. Tudo isso para que todos os aspectos da empresa estejam em harmonia para continuar trilhando o caminho do crescimento.

“A ideia é chegar em 2019 com faturamento de R$ 15 milhões. Já em 2017 devemos fechar o ano com um faturamento próximo de R$ 2 milhões”, afirma o CEO da SVA Tech, sobre as previsões de resultados da empresa, após esse momento do aporte.

E é nesse contexto que a SVA Tech conquistou o investimento do Fundo Criatec 3. Por meio do desenvolvimento de um produto eficiente e inovador, dentro de um mercado que tem se mostrado em expansão.

E você? Tem trabalhado para ganhar relevância no mercado e, quem sabe, assim como a empresa aqui apresentada, conquistar um apoio financeiro para investir na evolução do seu negócio? Ou talvez tornar o seu negócio vendável?

Utilize casos de sucesso como esse para se inspirar e conquistar o seu lugar no mercado. Caso queira, você também pode acessar nossos outros conteúdos para saber dicas de como tornar a sua empresa rentável, escalável e autogerenciável.

Pense grande!

Como criar um negócio digital de sucesso

Você está considerando iniciar um negócio digital? Se a resposta for sim, você deve saber que precisa ter conhecimento sobre diversos fatores para não errar nos primeiros passos do seu empreendimento.negocio-digital Leia mais

Como treinar sua equipe de vendas

Se a sua preocupação como empresário é garantir que o seu negócio esteja sempre caminhando para uma posição melhor, é preciso investir esforços no treinamento da equipe de vendas. Na verdade, se essa é uma preocupação que nunca passou pela sua cabeça, é bom começar a considerar tal prática para ter melhores resultados. Leia mais

7 fontes de financiamento para empresas

Buscar auxílio financeiro é uma alternativa que empresários utilizam para garantir o desenvolvimento do negócio. O capital levantado possibilita que empresas em estágio inicial sigam em frente com a aplicação de suas ideias, assim como permite que negócios em estágio mais avançado invistam na expansão da empresa. Leia mais

Empresa Quero Educação recebe aporte de R$ 100 mil

Graduação - Quero EducaçãoA Quero Educação, empresa voltada para o ramo de educação, recebeu um investimento no valor de R$ 100 mil, do fundo 500 Startups.

Segundo Rodolfo Pinotti, representante da 500 Startups, a Quero Educação teve a capacidade de conquistar um valor único no mercado. E, por mais que a empresa não esteja mais em um estágio classificado como inicial, seu potencial crescimento é considerável.

Já Bernardo Pádua, CEO da empresa que acaba de receber o aporte, alega que esse investimento proporcionou grande animação. Pois, com ele, será possível seguir trabalhando para a expansão do negócio. Além disso, a Quero Educação poderá contar com o expertise internacional do fundo responsável pelo valor recebido.

Fundada no ano de 2010, em São José dos Campos, a empresa visa auxiliar as pessoas que desejam ingressar em instituições de ensino, porém, pagando um valor acessível a elas. Os responsáveis pela criação do negócio foram: Bernardo Pádua, Lucas Gomes e Thiago Brandão.

Os três, que frequentaram juntos o ITA (Instituto Tecnológico de Aeronáutica), tiveram a ideia do negócio quando perceberam um obstáculo na área da educação. De um lado, era possível observar as faculdades em busca de alunos, com vagas sobrando. E do outro lado estavam as pessoas em busca de uma oportunidade de ingressar em instituições, pelas quais fossem capazes de pagar.

Como consequência da percepção desse problema na educação brasileira, criaram a plataforma Quero Bolsa. Local onde as Instituições podem cadastrar as vagas ofertadas, assim como estudantes podem pesquisar e acessar informações sobre os cursos de seu interesse e os valores deles.

Não só buscando recompensa financeira, mas também tentando conquistar uma qualidade de vida melhor para os estudantes, essa empresa vem dominando um grande espaço no mercado. Hoje, ela já conta com mais de 1.000 instituições parceiras e mais de 200.000 estudantes matriculados por meio do Quero Bolsa.

Portanto, foi nesse contexto que a Quero Educação mostrou a que veio e se tornou destaque no que propõe. Com a capacidade de reconhecer um mercado com uma enorme demanda e que, além de se tratar de algo relevante para a sociedade, permite que o negócio se expanda cada vez mais.

E você? Está trabalhando para que o seu negócio alcance o sucesso? Deseja que a sua empresa seja rentável, escalável e autogerenciável? Fique por dentro dos conteúdos do Empresa Vendável para saber mais!

Gupy, startup da área de recrutamento, recebe aporte de R$ 1,5 milhão

Gupy recebe investimentoO fundo de investimento Yellow Ventures, que tem o fundador do iFood no comando, foi um dos responsáveis pelo aporte no valor de R$ 1,5 milhão recebido pela Gupy. Outro fundo envolvido no investimento foi o Canary, que é conduzido pelos fundadores do Peixe Urbano, Printi e M Square. Leia mais

Como lidar com a crise na empresa

Cenários de crise podem surgir a qualquer momento, mas será que é possível fazer com que o seu negócio sobreviva, mesmo que a situação não pareça favorável? A resposta é : sim. Leia mais

Chegou o momento de vender a empresa?

entregando chaves ao vender a empresa
A ideia de vender a empresa é algo que pode passar pela mente de qualquer empresário. Mas se trata de uma decisão importante, que pode ser prorrogada por diversas vezes, por diversos motivos. Dentre eles estão a falta de conhecimento para guiar o processo, a incerteza quanto ao valor correspondente à empresa e a dificuldade de reconhecerem se já chegou o momento de vender a empresa. Leia mais