Quer vender sua startup? Saiba como reduzir os riscos

De acordo com um artigo do site Entrepreneur, evidências de crescimento contínuo, despesas consistentes e a garantia de retorno sobre o investimento são os aspectos mais considerados por quem está interessado em comprar uma empresa.

Mesmo que as empresas de varejo e de manufatura tenham gastado quase US $ 10 bilhões na aquisição de startups no ano de 2016 e que provavelmente esse número aumente em 2017, os compradores ainda consideram as startups caras e um risco inerente. Algo que levam em consideração é o fato dessas startups possuírem alto valor dependente do entusiasmo sobre o seu crescimento.

Para terem segurança no investimento que estão fazendo, os compradores precisam visualizar a longevidade de seu negócio. A aquisição de uma empresa só valerá à pena se ela der retorno do dinheiro que foi utilizado para a sua compra. O investidor está em busca de respostas rápidas e positivas.

A partir disso, foram reunidas algumas dicas sobre como posicionar a sua empresa como uma aposta segura, diminuindo os fatores de risco quando um potencial comprador surgir, as quais você confere a seguir:

1. Não evidencie o passado da empresa

Foque a estratégia da sua empresa no futuro, os investidores querem entender para onde o negócio está caminhando. No momento das negociações, venda o futuro do negócio tanto quanto o seu estado atual. Certifique-se de que o seu crescimento é evidente para os que estão de fora, de forma que a inovação seja clara para os observadores.

Para se ter uma ideia de como isso deve funcionar, observe o exemplo do Google, que busca talento, tecnologia orientada para o futuro e a capacidade de expandir seu principal negócio de pesquisa em suas fusões e aquisições. O que permite à empresa diversificar a sua receita e expandir o seu alcance.

2. Mostre que ainda quer fazer parte do negócio

Se o empreendimento é tão bom quanto as pessoas à frente da startup dizem ser, elas deveriam oferecer-se para continuar a bordo por algum tempo. Isso vai mostrar confiança e paixão, não apenas foco no preço de venda. O que é algo bem visto aos olhos dos investidores.

O CEO do eBay, John Donahoe, revelou que está especificamente interessado em adquirir empresas cujas atuais equipes de gestão acreditam que podem continuar a executar suas visões dentro do eBay. Quinze dos fundadores que se uniram ao eBay e ao PayPal após suas aquisições, ainda trabalham para o eBay. Segundo ele, a empresa oferece a estes fundadores oportunidades de crescer, com muitos trabalhando em cargos executivos.

3. Vincule a venda ao cumprimento futuro de metas de desempenho

Procure vincular o pagamento ao cumprimento futuro de metas de desempenho (forma de pagamento conhecida como earn-out). Por mais que seja algo desafiador, esse é um modo de convencer os investidores de que o negócio vale o risco. Pois eles veem os fundadores arriscarem os seus próprios lucros de venda sobre o desempenho do negócio.

Um bom exemplo desse tipo de negociação foi o da AbbVie. Em 2016, ela pagou US $ 5,8 bilhões em dinheiro e ações para adquirir a Stemcentrx, uma empresa de pesquisa sobre o tratamento do câncer. O acordo incentivou ainda mais os investidores da startup com a possibilidade de ganhar até US $ 4 bilhões a mais se a Stemcentrx atingisse com sucesso os marcos de desenvolvimento clínico. Essa foi uma das maiores vendas de uma empresa de capital de risco. Isso mostra que os líderes da Stemcentrx sabiam de seu potencial.

Ter foco no futuro e manter o seu nome (e alguma participação) na empresa são atitudes que geram recompensas de longo alcance e deixam claro para as empresas a forma como o negócio foi construído: com dedicação, orgulho e paixão. Mantenha essas estratégias em mente para reduzir os fatores de risco de uma potencial aquisição.

Texto baseado no artigo “3 Ways to Lower Your Startup’s Acquisition Risk Factor”, publicado no site Entrepreneur.

Uma coisa que destrói o valor da sua empresa

Tentar ser várias coisas para várias pessoas pode tornar seu negócio menos atrativo para compradores. Leia mais

Startup Horus Aeronaves recebe aporte de R$ 3 milhões do FIP

No início deste mês mais uma startup recebeu investimento. A escolhida da vez foi a Horus Aeronaves, empresa fabricante de aeronaves não tripuladas, de Santa Catarina. Ela recebeu um aporte de R$ 3 milhões do Fundo de Inovação Paulista (FIP), idealizado pela Desenvolve SP, a Agência de Desenvolvimento Paulista. Leia mais

Como delegar em seu negócio com mais efetividade

 

Para alguns, delegar é tarefa fácil, talvez fácil demais. Para outros, que são perfeccionistas, desapegar até da tarefa mais trivial é quase impossível. Se você pertence a essa segunda categoria, provavelmente não gosta que fiquem se referindo a você (pelas costas) como o “louco controlador” ou “microgerente”, mas pode ter certeza que é mais ou menos o que acontece. Leia mais

Negócios com o vizinho